Venezuela prende agentes de Uribe por espionagem

Autoridades da Venezuela prenderam nesta terça-feira agentes do Departamento Administrativo de Segurança da Colômbia (DAS). Segundo o vice-chanceler para a América Latina, Francisco Arias Cárdenas, os agentes foram surpreendidos «em trabalhos de espionagem».

Os laços entre os dois países estão desgastados desde o começo deste ano, quando o presidente venezuelano Hugo Chávez, suspendeu as relações com Bogotá e reduziu o comércio bilateral em represália ao plano da Colômbia de permitir que tropas norte-americanas tivessem mais acesso a suas bases militares.

Bogotá e Caracas costumam se desentender sobre o conflito guerrilheiro colombiano e o tráfico de cocaína na fronteira, mas seu comércio anual de US$ 7 bilhões costuma ser interrompido apenas temporariamente.

Presidente Hugo Chávez, reitera, que as atividades do DAS são «claramente inamistosas e tipificadas como delito» e teriam como objetivo, «um grande plano de conspiração e desestabilização contra a Venezuela, com repercussões na região».

Crítico persistente dos EUA, diz acreditar que as bases colombianas podem ser usadas pelos norte-americano para lançar um ataque contra seu país. O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, alega que o acordo é uma extensão da cooperação já existente com os EUA para conter a insurgência e o narcotráfico.

Autoridades venezuelanas já atacaram a DAS no passado. Em setembro, o ministro do Interior do país acusou a agência de traficar cocaína da Colômbia.

Ex-funcionários da DAS também estão sendo investigados sob acusações de que forneceram detalhes de lideres sindicalistas e de ativistas de direitos humanos aos esquadrões de morte paramilitares.

O Governo do presidente Chávez ratifica ao povo da Colômbia sua vontade irredutível de seguir contribuindo na busca de novas liberações, do acordo humanitário e da paz, sempre inspirados pelo espírito eterno libertador, Bolívar que, com sua sabedoria nos segue guiando:

Nas guerras civis é diplomático [político] ser generoso, porque a vingança progressivamente aumenta”.

&nbsp

«Da paz deve esperar todos os bens e da guerra nada mais que desastres».

NOTICIAS ANTICAPITALISTAS