Tunísia:Carta Mundial da Mídia Livre

Publicidad

O debate sobre a necessidade de democratizar os meios e o acesso à comunicação ganhou um novo marco com a aprovação da Carta Mundial de Mídia Livre, durante o Fórum Social Mundial realizado na Tunísia, no sábado (28/3). O documento será enviado a uma série de organismos internacionais para a adoção dos princípios citados no texto.

 De acordo com a EBC, entre as prioridades determinadas no documento, estão o desenvolvimento de marcos democráticos de regulação da comunicação, por meio de órgãos independentes, o apoio aos meios comunitários e a independência da mídia pública em relação ao governo e ao mercado.

A Carta defende também a governança democrática da internet, o direito à vida privada e à liberdade de expressão, além da universalização do acesso ao meios de comunicação e à internet banda larga.

 Diversos comunicadores, blogueiros e representantes de movimentos sociais de todo o mundo participaram do encontro na Universidade El Manar.

 A elaboração da Carta teve início no FMML de 2013 e passou pela realização de quatro seminários internacionais (em Porto Alegre, Túnis, Paris e Marrakech).

 

Mais:

 Carta Mundial de Mídia Livre

 

También podría gustarte

Los comentarios están cerrados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More