São Paulo: Lição de cidadania [Vídeo]

Publicidad

“É humilhante. É uma vergonha ver esses meninos implorando pelo que é deles, e pelo básico: a escola”, afirma o rapper Criolo, em entrevista à Revista Trip. O músico declara apoio ao movimento estudantil que luta contra a reorganização escolar feita pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB).

“Os jovens estão ocupando suas escolas, estão dando uma lição de cidadania. Eu não me recordo de um usufruto tão maravilhoso quanto esse. Eles estão (ocupando) a escola que é deles. Eles têm uma sensação de pertencimento, eles não querer perder uma escola que a escola é deles”, diz.

Filho de professora, o rapper também critica a desvalorização dos professores. “Estou falando de uma escola pública de qualidade, e pelo amor de Deus, dê condição ao professor, dê dignidade a ele, porque ele está cuidando do seu filho. Eu vejo o olhar deles de desespero, cheio de ideias e amor, querendo contribuir para a vida do jovem que passa pela vida dele. E é tratado de modo que… faltam palavras.”

«São as nossas crianças, e os pais e os professores também estão juntos. E você vê uma repressão absurda e algumas pessoas que ainda têm a coragem de dizer que há algo errado», lamenta.

Criolo afirma que o ano foi duro para o Brasil. “Muita coisa horrorosa e errada, e esses meninos estão sendo uma luz para nós. Tanto desperdício sucatear as escolas, é tanto desperdício você tratar mal os professores. O professor não poder levar dignidade através do seu trabalho, é muito duro.”

*Com informações da Revista Trip

Assista a entrevista do rapper à Revista Trip

También podría gustarte

Los comentarios están cerrados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More