Salvador, BA: Demétrio Magnoli é escorraçado em debate na UFBA

 

A atividade ocorria na manhã do sábado (26) e enquanto Demétrio Magnoli falava, um grupo de estudantes deu início a um protesto gritando “racista” e “fora, Magnoli!”.

Uma faixa a favor das cotas também foi estendida. Os estudantes não saíram do local nem mesmo com a pressão de professores que estavam organizando o evento. Até os seguranças presentes não conseguiram conter o protesto, que só se dispersou quando a produção do evento propôs uma reunião com representantes do movimento.

“Estamos aqui fazendo este ato por contra esse cara que é racista, é contra as cotas. E Cachoeira é terra de preto, remanescente de quilombo”, diz Amanda, estudante de jornalismo da UFRB.

O debate de Magnoli se chamava “Donos da Terra? – Os Neoíndios, Velhos Bons Selvagens” e tinha à mesa Demétrio Magnoli e a historiadora Maria Hilda Baqueiro Paraíso.A atividade, finalmente, foi cancelada, afirmando em nota não poderem garantir a integridade física de Magnoli.

Magnoli, o ideólogo do racismo

Magnoli lançou um livro dedicado a combater a luta do povo negro, intitulado “Uma gota de sangue”, o que é a base para um ataque em larga escala contra os negros, revestido cinicamente de anti-racismo e defesa da democracia.

Demétrio Magnoli não pode bradar aos quatro cantos que odeia negro, não. Ele baseia toda sua tese em um sofisma. Parte do princípio de que não existem raças, do ponto de vista biológico, para negar sua existência enquanto fato social.

O propósito de Magnoli e de outros falsos democratas ao afirmar que as raças não existem biologicamente é, não combater o racismo, mas negar a opressão do negro pelo branco, tão somente.

Polícia contra o racista? Não, organizar o movimento negro

Muitos preferem reforçar o estado repressor para evitar que pessoas como Magnoli se manifestem. Querendo impor uma censura policial do estado à manifestação racista, o aumento das penas, novos crimes, etc.

 O fato é que o ocorrido na UFBA mostra como o movimento negro deve agir diante de racistas como Demétrio Magnoli. Ou seja, deve se organizar e lutar politicamente contra as posições racistas, organizar protestos e manifestações, mas jamais fortalecer as forças repressoras do regime burguês.

NOTICIAS ANTICAPITALISTAS