Salários congelados até 2013?

A confirmar-se a intenção do Governo de não permitir aumentos reais na função pública até 2013, os trabalhadores do Estado vão registar um período de 13 anos de desvalorização contínua dos seus salários. Umas vezes porque as “previsões” do valor da inflação se ficaram abaixo da realidade, outras porque, em nome do combate ao défice e da diminuição da despesa pública, os governos decidiram limitar o crescimento dos seus salários.

No sector privado, é mais difícil verificar a evolução dos salários nos últimos anos. Só existem dados a respeito das actualizações salariais no quadro das convenções colectivas, o que deixa a maior parte dos trabalhadores fora destas contas. No entanto, sente-se uma perda real do poder de compra dos trabalhadores do sector privado a par do crescimento do trabalho precário e da degradação das condições laborais.

A confirmar-se a decisão de congelar os salários dos funcionários públicos até 2013, na sequência do já anunciado congelamento para este ano, isso significa que no sector privado irá acontecer a mesma coisa.

NOTICIAS ANTICAPITALISTAS