Rio de Janeiro: As «Bombas de gás Rubber Ball GL 309” da Cinelândia [Vídeo]

 

Segundo o Jornal Zona de Conflito Mídia Independente «Bombas de gás Rubber Ball GL 309 , atiradas hoje pela PM, foram encaminhadas para advogados. Essas bombas são proibidas pela ONU por conterem 20% a mais de gás do que o permitido. São consideradas armas químicas letais. O Brasil as exporta para Israel e Turquia, mas nunca eram usadas aqui.Serão encaminhadas para a Comissão de Direitos Humanos da ONU.»

Conforme Cris Brasil, sobre os sintomas:

Os sintomas desse gás azul e sinais estão diretamente relacionados com a dose de cianeto, a via de exposição e o tipo de composto.

Os sais de cianeto são cáusticos e pode ocorrer sensação de queimação na língua e inflamação da mucosa gástrica após a ingestão. Em casos de inalação pode ocorrer irritação nasal.

Os cianetos podem cheirar a amêndoas amargas, o que pode ser uma pista, mas caso não se detecte o odor de uma substância, não significa que não tenha cianetos, porque 40 a 60% da população não consegue detectar o odor, sendo esta anosmia determinada geneticamente .

Os sintomas propriamente ditos começam poucos minutos após a ingestão de sais de cianeto. A exposição aguda afeta o sistema nervoso central inicialmente estimulando-o e depois deprimindo-o e os sintomas são dependentes da concentração administrada. Concentrações baixas de cianetos podem produzir sintomas e sinais não específicos como: dor de cabeça, agitação, náuseas, desmaios, vômitos, confusão e incontinência. Exposição a concentrações mais elevadas pode provocar hipertensão seguida de hipotensão, taquicardia seguida de bradicardia, dispneia, descoordenação de movimentos, convulsões, cianose, coma e disfunção cardíaca ou respiratória que pode ser fatal. Estes sintomas são na sua maioria resultado da hipóxia tecidular que se instala após a intoxicação por cianeto.

A ingestão crônica de pequenas doses pode ocorrer por ingestão de plantas ricas em glicosídeos cianogénicos, como por exemplo a mandioca mal processada, muitas vezes associada a uma dieta com poucas proteínas e por isso deficiente em enxofre que ajuda a destoxificar o veneno. Nestes casos, o resultado pode ser uma neuropatia denominada atáxica tropical uma vez que estas situações são mais comuns nos trópicos, onde a mandioca é uma das plantas mais utilizadas na alimentação. A neuropatia atáxica tropical é uma doença do sistema nervoso que torna a pessoa instável e descoordenada.

O envenenamento grave por cianeto, especialmente durante períodos de fome está associado com o konzo, uma paralisia irreversível e debilitante e em alguns casos com a morte. Em certas áreas a incidência de neuropatia atáxica tropical e konzo podem chegar aos 3%.

Os cianetos causam também insuficiência da produção de hormonas da tiróide porque quando há ingestão de cianeto ocorre destoxificação por conversão do cianeto em tiocianatoque é uma substância que inibe a captação de iodo pela glândula tiróide, impedindo-a de produzir T3 e T4 e provocando o seu aumento (bócio).

A ambilopia associada ao tabaco e a neuropatia periférica associada à amigdalina são outras condições provocadas pela intoxicação crónica por cianetos.

 https://www.youtube.com/watch?v=1JBZq6NVbFo

Vídeo:Bomba proibida usada na Cinelândia 

NOTICIAS ANTICAPITALISTAS