O protesto imigrante sai à rua

Sob as palavras de ordem “Documentos para todos!” e “Direitos iguais”, esta manifestação, convocada pela Associação Solidariedade Imigrante e apoiada outros colectivos, visa denunciar a situação em que se encontram os milhares de imigrantes que aguardar regularização, sem documentos, com as suas vidas suspensas, sem direitos e empurrados para a marginalidade.

São milhares de homens e mulheres impedidos de viverem com as suas famílias e de renovarem os seus documentos, só pelo simples facto de serem trabalhadores e pobres. Estão condenados a pagar exorbitâncias para renovarem os documentos, vendo assim violado pelo Estado português o direito à igualdade de tratamento.

Com esta política de imigração as autoridades nacionais fomentam a exclusão social, a pobreza e a marginalidade, contribuindo para o crescimento da xenofobia e do racismo, fazendo dos imigrantes o bode expiatório da crise em que vive a sociedade portuguesa.

Se os imigrantes são tratados como descartáveis e escravos, só lhes resta um caminho – a luta pelos seus direitos. Só assim serão respeitados.

NOTICIAS ANTICAPITALISTAS