Mais de 20 mobilizaçons sindicais na Galiza com motivo do 1º de Maio

Da vintena de manifestaçons convocadas, a tradicionalmente mais numerosa é a que convoca a CIG no centro de Vigo, e que nesta ocasiom vem precedida da greve dos empregados e empregadas da limpeza e das mobilizaçons e a convocatória de paralisaçons por parte dos trabalhadores do metal.

A principal central nacional e de classe convoca manifestaçons em oito localidades galegas, "pola defesa do emprego, os direitos e as prestaçons sociais", acrescentando a sublegenda "por um novo modelo económico e social". No manifesto difundido pola CIG com motivo deste 1º de Maio, criticam-se as medidas do governo espanhol, por irem "na linha de sempre", discriminando os sectores mais desfavorecidos e favorecendo os mais poderosos. No texto, afirma-se que as "reivindicaçons históricas" do movimento obreiro "cobram especial importáncia nestes tempos de crise nom só económica, mas também do sistema".

Eis a lista de mobilizaçons convocadas pola CIG:

Vigo: às 12:00 com saída da Dobrada.

Ferrol:&nbsp às 12:00 horas com saída da Avenida do Esteiro.&nbsp

Corunha:&nbsp às 12:00 horas da Praça de Vigo.

Compostela: às 12:30 horas da Praça Roxa.

Marinha: às 12:30 horas da Praça do Conde de Fontao (Foz).

Lugo: às 12:00 horas da Ronda da Muralha

Ourense: às 12:00 horas do Pavilhom dos Remédios.

Ponte Vedra: às 12:00 horas da Praça da Ferraria.&nbsp

Os sindicatos pró-sistema, UGT e CCOO, voltam a convocar conjuntamente neste 1º de Maio, em Vigo, Ferrol, Corunha, Compostela, Ponte Vedra, Vila Garcia, Lugo, Ourense e Viveiro, reclamando "emprego, investimento público e protecçom social".

A CGT convoca duas manifestaçons: umha em solitário na Corunha, que partirá da praça de Ponte Vedra ao meio-dia, e outra em Vigo, convocada conjuntamente com a CUT, que partirá às 11 horas da praça de Fernando O Católico. A CGT convoca com a legenda "por umha verdadeira mudança social, para todos todo", enquanto a CUT sublinha que "este sistema nom serve, caminhando à greve geral".

Finalmente, a CNT convoca um "1º de Maio anarco-sindicalista", com umha mobilizaçom na cidade de Ferrol, numha convocatória precedida de apresentaçons públicas do sindicato em vilas próximas como Pontedeume, Betanços e Fene, decorridas nas últimas semanas. A manifestaçom da CNT parte da Avenida de Esteiro ao meio-dia e meio.

NOTICIAS ANTICAPITALISTAS