Limpeza étnica

Publicidad

O número de lares palestinianos que Israel pretende ocupar em Jerusalém aumentou de 143 para 179. Só na primeira semana de Março na zona leste de Jerusalém, foram designadas pelo governo israelita como alvos para destruição 88 casas em al-Bustan, 55 casas no campo de refugiados em Shufat, 35 casas de beduínos na Estrada Jerusalém-Jericó, e 66 casas em al-Isawiyya, afectando mais de 2.000 palestinianos que, na sua maioria, vivem nos locais há várias gerações. Ras al-Amoud, al-Abasiyya, Sheikh Jarrah e Ras Khamis parecem ser as próximas áreas no topo da lista. As famílias afectadas olham para este método de acrescentar diariamente novos bairros à lista de demolições como uma forma de dificultar os protestos às ordens de despejo.

O derrube de casas de árabes na região de Jerusalém para permitir a expansão dos colonatos judeus tem progredido de tal forma que, a continuar, qualquer dia divide a Cijordânia em duas partes. Todas as resoluções desde 1947 sobre Jerusalém foram ignoradas por Israel.

También podría gustarte

Los comentarios están cerrados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More