Exposição no centro de Paris homenageia MST

Para comemorar os 25 anos de existência do MST, a Via Campesina e o­nGs estrangeiras promovem em Paris, na França, uma exposição que Para comemorar os 25 anos de existência do MST.

A exposição acontece na praça Joachim Bellay, no centro de Paris, e é composta por dois barracos de lona preta, em que são exibidas fotos de Sebastião Salgado e uma réplica de uma escola do MST – o­nde nos próximos dias devem acontecer projeções de filmes e debates sobre a questão agrária.

Os barracos foram montados pela Via Campesina e as o­nGs Frères des Hommes e Centro de Pesquisa e de Informação para o Desenvolvimento (CRID). Segundo Bernard Salamand, presidente do CRID, o MST é um movimento exemplar na história recente das lutas sociais e um dos pilares do Fórum Social Mundial.

Andreia Borges, integrante da direção nacional do MST, explicou em entrevista à imprensa francesa que o Movimento obteve muitas vitórias no Brasil desde sua criação, em 1984, permitindo o acesso à terra a um milhão de pessoas, cerca de 370 mil famílias brasileiras. E, ainda, que o Movimento se estende hoje para lutas mais amplas, como a preservação do meio ambiente e da qualidade de vida das pessoas.

«O combate pela soberania alimentar se tornou uma bandeira internacional», declarou a militante, «contra o modelo de agricultura industrial dominante imposto pelas multinacionais».

A exposição acontece até o dia 4 de outubro.

NOTICIAS ANTICAPITALISTAS