Demite-se o subdelegado do Governo espanhol em Lugo, acusado de envolvimento numha rede de corrupçom

As pesquisas judiciais sobre corrupçom política na Subdelegaçom do Governo espanhol em Lugo dérom lugar à demissom "voluntária" do máximo responsável dessa instáncia governativa, suspeito de participar numha rede de cobrança ilegal de comissons em troca da retirada de multas de tránsito, em que estariam envolvidos também um número nom determinado de funcionários públicos do Ministério de Administraçons Públicas.&nbsp

A investigaçom é conduzida polo julgado número 3 de Lugo e a&nbsp Delegaçom do Governo espanhol na Galiza confirmou a demissom voluntária do mais alto cargo político dependente de Madrid na província galega desde 2004, perante a perspectiva de umha imputaçom por parte das instáncias judiciais que instruem o caso.

De facto, Jesús Otero terá que declarar na próxima semana nos tribunais lugueses, umha vez que o chefe provincial de Tránsito, Julio González, dixesse que a anulaçom das multas partia das ordens directas de Otero.

O suborno dos funcionários e cargos políticos conseguia atrasar a cobrança de multas de tránsito até a prescriçom das mesmas, segundo reconheceu o chefe provincial de Tránsito em Lugo, que afirmou nom concordar com essas práticas mas que se via obrigado a aplicá-las por "obediência devida" a Jesús Otero.&nbsp

NOTICIAS ANTICAPITALISTAS