Cine-Brasil: 1°de abril de 1964-“Ditadura Assassina”

Publicidad

INTERVALO

Os idos de março – O Brasil de Darcy Ribeiro [Documentário]

Em O Brasil de Darcy Ribeiro,você vai ver que, nomeado para a Casa Civil do presidente de João Goulart, Darcy enfrenta os temas que motivaram o golpe de 1964: a reforma agrária e a regulamentação do capital estrangeiro.

«Naquela ocasião, como Chefe da Casa Civil, eu tinha acesso a todas as informações do Conselho de Segurança Nacional e do Serviço de Segurança do Exército, da Marinha e Aeronáutica, que indicavam coisas…» «… Na realidade, nós imaginávamos que o golpe seria tentado a primeiro de maio e ele foi dado um mês antes… O que eu vejo aí era um golpe para derrubar o Jango», conta Darcy, em imagens de arquivo, ao ser indagado sobre o golpe.

«Eu quis ir ao comício porque o Jango não estava passando muito bem e tinha aquele comentário de que iam explodir, que iam fazer um atentado contra aquele comício», diz a viúva do então presidente da República, João Goulart, em seu depoimento.

A viúva de Jango, Maria Teresa Goulart, conta porque decidiu acompanhá-lo em seu último comício.

 A advogada Iracema Kemp relembra a reunião entre Darcy e militares de alta patentes.

 Com o apoio da classe média após intensa campanha publicitária contra o governo, Jango é derrubado.

 No exílio uruguaio, Darcy produz grande parte de sua obra em busca de entender o Brasil sob a visão externa e histórica. Confinado em Montevidéu por pressão da ditadura brasileira, entusiasma-se com as manifestações de 1968 e desembarca no Brasil pouco antes do AI-5. É preso durante nove meses até conseguir partir para Caracas, seu segundo exílio.

 

Fotoarte: “Onde foi que vocês enterraram nossos mortos?”

Direção: Ana Maria Magalhães
Produção: Diogo Dahl

Vídeo:Os idos de março – O Brasil de Darcy Ribeiro

tvbrasil

También podría gustarte

Los comentarios están cerrados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More