Brasil: Terceirização geral é ‘pedalada contra o trabalhador’ [Vídeo]

Publicidad

Em entrevista coletiva, levada ao ar em todos os telejornais e reproduzida nos principais portais da mídia tradicional do país, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), criticou  o eixo central do Projeto de Lei (PL) 4.330, que permite às empresas contratarem trabalhadores terceirizados para as suas atividades-fim e classificou o risco de precarização das normas trabalhistas como «pedalada contra o trabalhador». A matéria foi aprovada pela Câmara dos Deputados nesta semana e será apreciada pelo Senado.

«Nós temos que regulamentar os terceirizados existentes. Essa regulamentação não pode significar só a regulamentação da atividade-fim. Isso é uma inversão, é uma involução, significa revogar a constituição, os direitos e garantias individuais e coletivas», afirmou Renan.

Em contraposição à forma acelerada com que o projeto caminhou na Câmara, Renan afirmou que, no Senado, o PL da Terceirização terá «tramitação normal», e disse que não se pode permitir, «de forma nenhuma», uma discussão apressada de modo a revogar a direitos garantidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Renan Calheiros afirmou que a tramitação do projeto no Senado será realizada sem pressa, com distribuição correta para as comissões pertinentes, muito debate e durante o tempo que for necessário.

 

Foto:»O dedo do Renan»

Com informações da Agência Senado

 

Vídeo: Renan: não vamos permitir ‘pedalada’ contra o trabalhador

Senado Federal

 

También podría gustarte

Los comentarios están cerrados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More