Brasil. Temer, Marcela e a Veja

Publicidad

A imagem de Michel Temer está consolidada entre os brasileiros. Para a grande maioria da população, ele é visto como traidor, desleal e servidor dos mais ricos, segundo apontam pesquisas.

Não por acaso, de acordo com pesquisa Ipsos divulgada antes das delações da Odebrecht e dos números catastróficos do desemprego, pelo menos 77% dos brasileiros o rejeitam.

À frente de um governo tido como ilegítimo pela  maioria da população, que defende diretas já, Temer tem uma nova ideia: usar a imagem «princesa Disney» de Marcela para levantar a sua popularidade.

Esta é a capa de Veja deste fim de semana, que gerou uma onda de vomitaços e protestos, até mesmo entre os leitores da Editora Abril, sócia do golpe que levou Temer ao poder e quebrou a economia brasileira.

Eis algumas reações:

Bruno Bacanhim Essa capa diz tanto sobre essa revista. Desinformação, propaganda, interesses econômicos, panfletários… E jornalismo que é bom? Nada.

Zazo Guerra Que palhaçada. Temer já é o presidente com a mais baixa popularidade da história do Brasil, agora vem apelar pro «carisma» de uma «primeira dama» distante, frigida e insossa. Era o que faltava.

Bernardo Araujo Me parece que a grande aposta é a Veja, que continua a tentar achar algo de bom nesse governo…e não vou entrar no contexto machista, «jovem e bela»…depois «linda recatada e do lar», a Veja mostra como é o pensamento da elite, dos velhos, brancos e ricos(ou sem noção que se acham ricos).

Norma Rosenbach É deprimente quando um governo precisa se auto legitimar usando como propaganda a beleza alheia para alcançar popularidade.

Denise Moura Uau, com tanta coisa acontecendo no país e essa é a matéria de capa?
A crise afetou a Veja só pode, contrataram estagiários para fazer o serviço dos profissionais pagando menos.

Alexandre Vaz da Silva VEJA, GLOBO e demais órgãos de imprensa golpista. Por causa de tudo o que vem acontecendo em nosso país,todos estão fazendo um trabalho medíocre.

Paty Dantas Oi!!!
Que revista mais ridícula! ! O País está em crise, índice elevado de desemprego, corrupção ativa e a VEJA aborda um tema tão irrelevante…

 

PS do colaborador:

Fotoarte: «O barquinho vai, a tardinha cai

 

También podría gustarte

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More