Brasil. Polícia Federal afoga Temer no Porto de Santos

 

PF indicia Temer e mais dez no inquérito dos portos

Laryssa Borges


Relatório conclusivo da Polícia Federal apresentado nesta terça-feira ao Supremo Tribunal Federal (STF) indiciou o presidente Michel Temer e outras nove pessoas pelos crimes de corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Os indiciamentos, que envolvem suspeitas de irregularidades na edição do decreto dos portos, são contra Temer, o ex-assessor Rodrigo Rocha Loures, os empresários Antônio Celso Grecco, Ricardo Mesquita e Gonçalo Torrealba, além do coronel João Baptista Lima Filho, amigo pessoal de Temer, e da esposa do militar, Maria Rita Fratezi.

Além dos indiciamentos, a Polícia Federal também pediu a prisão preventiva do Coronel Lima e de sua mulher, do sócio de Lima, Carlos Alberto Costa e do contador Almir Martins Ferreira.

Segundo a Polícia Federal, as investigações envolveram provas como colaborações premiadas, depoimentos, informações bancárias, fiscais, telemáticas e extratos de telefone, laudos periciais e informações do Tribunal de Contas da União (TCU). Os investigadores apuraram ainda o pagamento de propinas em espécie, propinas camufladas como doações eleitorais, pagamentos de despesas pessoais por interpostas pessoas e empresas, além da atuação de companhias de fachada e contratos fictícios de prestação de serviços.

.

https://veja.abril.com.br/politica/pf-indicia-temer-e-mais-dez-por-inquerito-dos-portos/?utm_source=pushnews&utm_medium=pushnotification

 


Em tempo: Como sempre, falta ele em Santos: o ínclito banqueiro – PHA

PF indicia Temer e mais 10 no inquérito dos portos Skip

 

Michel Temer foi indiciado por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa, assim como sua filha, Maristela, e outras nove pessoas.

247

 A Polícia Federal indiciou nesta terça-feira 16 Michel Temer e mais 10 pessoas no inquérito dos portos, concluído e encaminhado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso para a Procuradoria Geral da República, que tem até 15 dias para se pronunciar. Sua filha, Maristela, também foi indiciada no mesmo caso.

«Com base em tais elementos, a autoridade policial responsável pela investigação apontou a ocorrência dos seguintes crimes: corrupção passiva (Código Penal, art. 317), corrupção ativa (Código Penal, art. 333), lavagem de dinheiro (Lei nº 9.613/1998, art. 1º) e organização criminosa (Lei nº 12.850/2013, art. 1º, § 1º), sendo esta organização dividida em quatro núcleos: político, administrativo, empresarial (ou econômico) e operacional (ou financeiro)», diz trecho do inquérito.

O relatório aponta que Temer usou empresas do coronel reformado da PM João Baptista Lima, seu amigo pessoal, para receber propina da empresa Rodrimar. A PF aponta ainda crimes em pagamentos feitos pelo grupo Libra. Ambas as empresas são concessionárias de áreas do porto de Santos, reduto de influência política do emedebista.

A investigação tem como base um decreto assinado por Temer em 207 que prorrogou e beneficiou empresas portuárias estendendo prazos de concessão de áreas públicas. A suspeita da PF é de que Temer tenha recebido propina para favorecer as empresas nesse decreto. Por conta da investigação, foram quebrados sigilos bancário e fiscal de Temer.

Os investigados são:

  1. Michel Miguel Elias Temer Lulia
  2. Rodrigo Santos da Rocha Loures
  3. Antônio Celso Grecco
  4. Ricardo Conrado Mesquita
  5. Gonçalo Borges Torrealba
  6. João Baptista Lima Filho
  7. Maria Rita Fratezi
  8. Carlos Alberto Costa
  9. Carlos Alberto Costa Filho
  10. Almir Martins Ferreira
  11. Maristela de Toledo Temer Lulia

.

https://www.brasil247.com/pt/247/brasilia247/372336/PF-indicia-Temer-e-mais-10-no-inquérito-dos-portos.htm

 

NOTICIAS ANTICAPITALISTAS