Brasil. Palocci vai para casa após delatar. Lula continua preso [Vídeo]

Publicidad

 

Depois de fazer acusações contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e contra a presidente deposta Dilma Rousseff, o ex-ministro Antônio Palocci irá para prisão domiciliar.

Dois dos três desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) decidiram na quarta-feira (28) que Palocci deverá cumprir pena em regime semiaberto domiciliar e terá a duração da punição reduzida.

O caso de Palocci começou a ser julgado no TRF-4 em outubro. O desembargador João Pedro Gebran Neto, relator dos processos da Lava Jato na corte e responsável por homologar a delação de Palocci, havia votado para que o ex-ministro recebesse a prisão domiciliar e a redução de sua pena (de 12 anos, 2 meses e 20 dias para 9 anos e 10 meses) como benefícios por conta do acordo de colaboração.

Nesta quarta, o desembargador Leandro Paulsen, que havia pedido vista, retomou o julgamento e seguiu o relator. O desembargador Victor Laus, que completa a 8ª Turma, solicitou uma questão de ordem antes de votar. A sessão chegou a ser encerrada e, quando retomada, foi feita apenas a leitura da decisão, informando que o resultado foi por maioria, nos termos do voto do relator, com divergência de Laus.

Palocci está preso preventivamente em Curitiba desde setembro de 2016. Em junho do ano passado, ele foi condenado em primeira instância a 12 anos, 2 meses e 20 dias pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O tempo que o político já passou na prisão será descontado do total da pena.

Vídeo: Palocci ataca Lula e Dilma em troca da liberdade


.

https://www.brasil247.com/pt/247/sul/376270/Palocci-vai-para-casa-após-delatar-Lula-e-Dilma.htm

 

También podría gustarte

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More