Publicado en: 2 febrero, 2018

Brasil. Os truculentos do Alckmin matam mais do que nunca!

Por Luís Adorno

Jestão do “Santo” tem 96% de aumento na letalidade policial! O número de pessoas mortas pelas polícias Civil e Militar no Estado de São Paulo chegou a 939 em 2017.

 

Polícia do Alckmin mata mais do que nunca!

O número de pessoas mortas pelas polícias Civil e Militar no Estado de São Paulo chegou a 939 em 2017. Trata-se do maior índice já registrado pela SSP (Secretaria da Segurança Pública), que começou a contabilizar a letalidade policial anual em 1996. Somente na gestão Geraldo Alckmin (PSDB), entre 2011 e 2017, a letalidade policial aumentou 96%. Já o número de policiais civis e militares mortos no Estado (60), em serviço e em folga, é o menor desde 2001.

Durante o ano de 2017, 876 pessoas foram mortas em supostos confrontos apenas por policiais militares. Os outros 63 foram mortos por policiais civis, que teve um impulso devido à ação que terminou com dez suspeitos mortos no Morumbi, zona oeste da capital. No decorrer do ano passado, 45 policiais militares foram mortos em serviço e durante a folga. O número de policiais civis mortos chegou a 15.

Para a Secretaria da Segurança, os números só podem ser observados de forma correta se analisados apenas as ocorrências em que policiais estão em serviço, excluindo da estatística as mortes ocorridas em supostos confrontos com policiais em folga. “O maior número de registros de morte decorrente de oposição à intervenção policial (policiais em serviço) aconteceu no ano de 2003, com 785 mortes, seguido por 2014, com 706 mortes. Segundo dados das corregedorias das polícias, 2017 fechou com 687 casos”, informou.

Os dados da letalidade policial foram divulgados nesta quinta-feira (1º) no Diário Oficial do Estado. Já os dados de policiais mortos são do FBSP (Fórum Brasileiro de Segurança Pública), uma vez que a SSP, entre 1996 e 2016 só divulgava policiais mortos em serviço, excluindo da tabulação os policiais mortos durante a folga.

Gestão Alckmin tem alta de 96% na letalidade policial

Levando em conta os últimos sete anos do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que deve deixar o cargo em abril para ser o candidato tucano nas eleições presidenciais, o número de pessoas mortas por policiais no Estado dobrou. Em 2011, as polícias mataram 480 pessoas. Já em 2017, os 939 mortos representam uma alta de 96%.

(…)

Em tempo: para saber mais sobre a jestão do Santo, não deixe de recorrer ao ABC do C Af…

No UOL

 

-->
COLABORA CON KAOS