Brasil. Os amigos do golpista presidente Temer

Publicidad

Advogado Yunes foi operador do presidente ladrão

Da Fel-lha:

Entregador diz que levou dinheiro a escritório de amigo de Temer duas vezes


Em depoimento ainda mantido em sigilo, prestado em 28 de março à Polícia Federal, o policial militar Abel de Queiroz disse ter ido ao menos duas vezes ao escritório do advogado José Yunes, amigo próximo do presidente Michel Temer, para fazer entregas de dinheiro entre 2013 e 2015.

O policial trabalhava como motorista da Transnacional, firma de transporte de valores contratada por empresas alvo da Lava Jato, entre elas a Odebrecht. Falou como testemunha no inquérito que apura pagamentos, pela empreiteira, de R$ 10 milhões a campanhas do MDB, supostamente acertados com Temer no Palácio do Jaburu, em 2014.

Os investigadores estiveram no escritório de Yunes com Queiroz, que reconheceu o local das entregas, no bairro Jardim Europa, em São Paulo. Durante a oitiva (…) ele disse que, “com absoluta certeza, lá esteve em pelo menos duas oportunidades”.

(…) O depoimento corrobora acusação apresentada em 21 de março pelo MPF (Ministério Público Federal) contra Yunes e outros aliados de Temer, segundo a qual o advogado atuou mais de uma vez como arrecadador de recursos ilícitos para o presidente. (…) Yunes admite ter se envolvido em uma única operação, na qual teria atuado como “mula involuntária” do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha (…)

 

Em tempo: sobre o presidente ladrão – ou ladrão presidente – favor consultar o ABC do C Af.

Arte do Bessinha

 

.

https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/05/entregador-diz-que-levou-dinheiro-a-escritorio-de-amigo-de-temer-duas-vezes.shtml

También podría gustarte

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More