Publicado en: 5 diciembre, 2018

Brasil. O sofrimento de Lula

Por Alex Solnik

Estava mais ou menos claro que Lula seria derrotado ontem, dia 04, porque uma das turmas jamais revogou decisão do pleno. E o pleno já tinha rejeitado um HC de Lula.

 

Lula não ganhou, mas também não perdeu

Jornalistas pela Democracia

 Ao pedir vista do HC de Lula, quando o placar estava dois a zero contra, Gilmar Mendes jogou a favor de Lula. Fez o que a defesa do ex-presidente queria, pleito que tinha acolhido na votação que antecedeu a principal: adiar o julgamento até que fosse votado o novo habeas corpus pelo plenário do STF apresentado ontem pela defesa.

   Estava mais ou menos claro que Lula seria derrotado hoje porque uma das turmas jamais revogou decisão do pleno. E o pleno já tinha rejeitado um HC de Lula.

   Agora, Gilmar deverá guardar seu voto na gaveta até que o plenário se manifeste a respeito do novo HC.

   É possível que nessa nova apreciação seja analisada, de alguma forma, a prisão domiciliar do ex-presidente.

   Lula não ganhou, mas também não perdeu.

 

* Alex Solnik é jornalista. Já atuou em publicações como Jornal da Tarde, Istoé, Senhor, Careta, Interview e Manchete. É autor de treze livros, dentre os quais “Porque não deu certo”, “O Cofre do Adhemar”, “A guerra do apagão” e “O domador de sonhos”

.

https://www.brasil247.com/pt/blog/alex_solnik/376816/Lula-não-ganhou-mas-também-não-perdeu.htm

 

 

COLABORA CON KAOS