Brasil. Jungmann *, quem matou os assassinos de Marielle?

Publicidad

O Mau Dia Brasil abriu na manhã de terça-feira 17/abril com imagens de um roubo de carga no Rio, nas barbas de uma unidade da Intervenssão Tabajara.

O retumbante fracasso da operação mercadológica da Intervenssão atingirá seu ponto culminante com a confissão de que não conseguiu desvendar quem matou Marielle.

Chico Otávio, no Globo Overseas, já tinha demonstrado que a Intervenssão atribuiu o assassinato a dois milicianos conveniente mortos.

Agora, o Sinistro da Çegurança (de quem?), o Jungmann – o Roberto Freire espera a demissão dele até hoje… – dá entrevista à rádio que troca a notícia, a CBN.

E mostra como vai funcionar o abafa:

“Eles partem de um grande conjunto de possibilidades e vão afunilando pouco a pouco. Estão, praticamente, com uma ou duas pistas fechadas. Eu diria que, hoje, apenas uma delas e os investigadores têm caminhado bastante adiante. Essa hipótese mais provável é a atuação de milícias no Rio de Janeiro”

Se o Sinistro fosse um Ministro da Segurança, ele mostraria, com o nome dos milicianos convenientemente mortos, os que mataram os milicianos convenientemente mortos.

Quem matou os milicianos?

Eles são os mandantes do assassinato de Marielle?

O Sinistro tem a eficácia da tropa da Intervenssão que é vizinha de outro roubo da cargas no Rio.

Tem a autoridade moral de quem a criou: o ladrão presidente, que nem para marquetólogo serve!

PHA

.

https://www.conversaafiada.com.br/brasil/jungmann-quem-matou-os-assassinos-de-marielle

 


 

Câmera de segurança foi desligada antes da morte de Marielle

Do Extra

Cinco câmeras da Secretaria de Segurança que estavam no trajeto da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes foram desligadas no período entre 24 e 48 horas antes dos assassinatos. O contrato de manutenção das câmeras havia terminado em outubro, mas elas continuaram funcionando normalmente até serem desconectadas.

Um dos equipamentos de monitoramento — cujas imagens são remetidas ao sistema do Centro Integrado do Comando e Controle (CICC), na Praça Onze — poderia ajudar nas investigações do crime. A câmera da estação do metrô do Estácio grava em 360º. E fica bem diante do ponto onde aconteceram os disparos contra o carro da vereadora.

Marielle e Anderson morreram há exatos 50 dias. Até agora, nem o atirador, nem os mandantes do crime, foram apontados pela polícia.

 

* Raul Belens Jungmann Pinto é um político e consultor empresarial . Foi ministro do Governo Fernando Henrique Cardoso e deputado federal pelo estado de Pernambuco, e é atualmente o Ministro Extraordinário da Segurança Pública do Brasil.

 

Foto: Homenagem a Marielle Franco no centro do Rio, 21/III (Créditos: Fernanda Frazão/Ag. Brasil) e na Câmara dos Deputados, 15/III (Créditos: Mídia Ninja)

Fotoarte  : «Espantalho de Aroeira»

También podría gustarte

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More