Brasil. Homofobia no Instituto de Tecnologia Aeronáutica!

Publicidad

 

 

 

“Aceitem-me como sou ou sejam expostos pelo que vocês são. Não me aceitaram, violentaram-me, riram de mim, tentaram me tornar invisível. Que a exposição os mudem porque eu vou continuar me amando e me fazendo muito presente mundo afora”

 

Revista Fórum

 O estudante Talles de Oliveira Faria, de 24 anos, fez um protesto contra a homofobia que sofreu nos anos em que estudou engenharia da computação no ITA (Instituto de Tecnologia Aeronáutica), que pertence as Forças Armadas Brasileiras.

Durante a cerimônia de formatura, Talles colocou um vestido e um salto alto. Nas suas costas era possível ler uma série de palavras de protesto contra a homofobia e o machismo presentes em uma das instituições de ensino mais tradicionais brasileiras.

Ao se assumir homossexual, ele foi forçado a deixar a carreira militar –  lá existe a opção entre a carreira militar ou civil durante o curso –  por possuir “tom moral e profissional incompatíveis com a ética militar”.

Em um texto no seu perfil do Facebook ele explicou um pouco os motivos que o levaram a fazer o protesto.

“Senti como a homofobia acontece nas Forças Armadas através da invisibilidade, da chacota e da expulsão daqueles que ousam se abrir em relação a sua orientação sexual. Assim, se passam os anos e os homossexuais lá presentes precisam levar uma vida marginalizada e escondida para que não o descubram e o eliminem. Invisíveis, vivem suas vidas”, escreveu.

Ele disse que deseja que com o seu protesto a instituição repense o modo como trata os homossexuais.

“Cheguei no ITA e decidi que pra mim bastava. Aceitem-me como sou ou sejam expostos pelo que vocês são. Não me aceitaram, violentaram-me, riram de mim, tentaram me tornar invisível. Que a exposição os mudem porque eu vou continuar me amando e me fazendo muito presente mundo afora”, completou.

www.revistaforum.com.br/2016/12/20/de-vestido-e-salto-alto-formando-protesta-contra-homofobia-no-ita/

 

Comentário de Paulo Vannuchi [Áudio]

 ‘É preciso respeitar aluno Talles Oliveira Faria do ITA que se vestiu de mulher em protesto contra discriminação’

Paulo Vannuchi, ex-ministro, membro da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA, fala no Jornal Brasil Atual desta quarta (21), sobre o respeito aos direitos humanos relacionados à diversidade sexual.

Vannuchi comenta o caso do estudante Talles Oliveira Faria, que participou da sua colação de grau no Instituto Tecnológico da Aeronáutica, o ITA, instituição de ensino superior ligada às Forças Armadas, vestido de mulher, em protesto contra perseguição que ele teria recebido por ser homossexual.

 Entrevista à jornalista Marilu Cabañas

 

Áudio:

También podría gustarte

Los comentarios están cerrados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More