Brasil. Dia da Consciência Negra.»Ter mais Black atitude» [Entrevista]

"Black atitude"

Publicidad

 

O , site voltado especificamente para a questão racial, propôs, no Dia da Consciência Negra, que personalidades negras refletissem sobre a data. Para todos os (as) entrevistados (as) foram encaminhadas as mesmas perguntas. Abaixo, seguem as respostas do

Presidente do presidente e fundador do bloco afro Ilê Aiyê, Antônio Carlos dos Santos, conhecido como Vovô do Ilê.

ENTREVISTA

4P – O Dia Nacional da Consciência Negra é comemorado há 16 anos. Nesse intervalo, o que mudou?

Vovô do Ilê – O Dia Nacional da Consciência Negra é comemorado há mais de 16 anos. Aqui no Ilê Aiyê, a gente começou a comemorar o Novembro Azeviche que celebrava o aniversário do Ilê, o Dia da Consciência Negra e várias datas. O que mudou foi que, a partir daí, outras pessoas começaram a participar desse evento e, hoje, a gente fica feliz, não totalmente contemplado, mas muita gente, muitas cidades no Brasil, no interior da Bahia participam dessa celebração, mas eu gostaria que não ficasse restrito ao mês de novembro. Que durante o ano se falasse mais sobre isso (a Consciência Negra).

4P – O que ainda precisa avançar?

Vovô do Ilê – O que precisa avançar é o povo negro se conscientizar realmente das coisas que estão acontecendo aqui, as mudanças que estão acontecendo, principalmente o povo da Bahia, onde a maioria da população é negra. É conseguir expulsar esse ranço da escravidão mental que ainda existe de quando vê o branco. Tem muita atitude quando está com o povo negro, mas com o branco precisa ter mais atitude e principalmente é a questão de nós começarmos a ter gosto pelo poder. Isso que precisa avançar. É esse interesse pelo poder e saber que nós precisamos ter consciência de que temos condições de participar não só do comando da cidade, mas todo o céu de poder que existe nessa cidade o povo negro deve ir pra cima.

4P – Sobre qual aspecto da questão racial você acha que a sociedade precisa refletir mais?

Vovô do Ilê – Eu acho que o povo negro precisa refletir mais sobre a questão do poder. A maioria do povo negro precisa entender que estamos numa cidade amplamente e totalmente racista e que o povo negro tem que realmente se posicionar mais, pois todos sabem e assumem que a cidade é racista, mas ninguém assume que aqui existe racismo. Então, o povo negro precisa ter mais Black atitude, não apenas se preocupar com a musica, a dança, o carnaval mas em todos os aspectos nos temos que estar juntos.

Portal Mídia 4P

 

PS do Colaborador:

Fotoarte: “Black atitude”

Via Mídia 4P 

También podría gustarte

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More