Brasil. Coxinhas desencantadas

Publicidad

 

Estudos apontam que até 900 mil pessoas deixaram classes A e B

Do Rio Apesar do fim da recessão econômica e do início de recuperação do emprego, milhares de brasileiros deixaram de pertencer às classes sociais A e B no ano passado, considerado o critério de renda, mostram estimativas do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos do banco Bradesco ​(…) ​obtidas pelo Valor.

Segundo os cálculos do Bradesco, baseados em pesquisas domiciliares do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 900 mil pessoas deixaram de integrar as classes A e B no ano passado.

  Somente na classe A – composta por famílias com renda mensal de R$ 11.001 ou mais -​ ​- foram 500 mil a menos. Essa elite passou a ser formada por 10,3 milhões de indivíduos em 2017, o que representava 4,9% da população.

Quá, quá, quá!

PHA

PS do colaborador:

Fotoarte:»Cansei!»

 .

http://www.valor.com.br/brasil/5515501/estudos-apontam-que-ate-900-mil-pessoas-deixaram-classes-e-b

 

También podría gustarte

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More