Brasil-Covid19. Alerta :»Não é para abrir. É para fechar mais»

Publicidad

Agência O Globo

Covid-19 no Rio de Janeiro

Em reuniões separadas nesta segunda, o governador Wilson Witzel e o prefeito Marcelo Crivella definem como será a reabertura gradual da economia no estado e na capital.

 Medronho, no entanto, acredita que ainda não é o momento de afrouxar a quarentena. «É hora de a gente dar uma boa segurada, para quando liberar, fazer com mais tranquilidade», disse.

 «Os países que abriram na descendente da curva estão reavaliando fechar novamente. A população estava bem treinada, mas o número de casos subiu. Aqui, eu tenho muito medo de que exploda», explicou.

 Riscos- Afrouxamento das medidas de isolamento social-Explosão de casos de Covid-19 com reabertura.

Roberto Medronho disse ainda que enquanto número de internações cai, o de morte em domicílios aumenta.

O infectologista da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Roberto Medronho fez um alerta para o risco que representa o afrouxamento das medidas de isolamento social por causa da pandemia de coronavírus.

Em entrevista ao «Bom Dia Rio», da Globo , ele afirmou que teme uma explosão de casos de Covid-19 caso isso ocorra e destacou o aumento do número de mortes em domicílios.

«Não é para abrir. É para fechar mais», frisou ele. De acordo com Medronho, a queda do número de internações não significa que o número de mortes pela Covid-19 esteja em queda.

«Se as internações diminuíram, por outro lado nós temos visto um número de óbitos domiciliares, em casa, bem maior do que o ano passado. Mais de 800 óbitos. Oitocentos e setenta e seis no estado e 846 no município do Rio».

Sobre a reabertura de shoppings e restaurantes, mesmo com um número reduzido de clientes, ele citou que atualmente o Rio está com a curva de casos de coronavírus aumentando e, por isso, seria um risco enorme esse tipo de medida.

«Impressionante que mesmo os países que fizeram a abertura na descendência (da curva de casos), os países europeus, com a população bem treinada para isso, o número de casos subiu. Aqui eu tenho muito medo que exploda. Nenhum país do mundo abriu na ascendência da curva. O remédio que nós estamos propondo é um remédio amargo. Eu sei disso. Eu fui pediatra anos. Não era porque o remédio era amargo que eu ia deixar de dar».

Para o infectologista, as autoridades devem esperar mais para começar reduzir a única medida para conter a Covid-19 :

«Esperaria, se tiver que abrir desesperadamente, mais duas semanas no mínimo».

Fonte: undefined – iG @ https://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2020-06-01/covid-19-infectologista-teme-explosao-de-contagios-no-rio.html

Fotoarte: “Impacto do distanciamento social”

* O infectologista Roberto Medronho, professor da Faculdade de Medicina e coordenador do GT Coronavírus da UFRJ, dá um recado importante: permaneçam em casa! Acompanhe informações sobre a pandemia pelo site coronavirus.ufrj.br, pelo portal www.ufrj.br e nas redes sociais da AdUFRJ.

https://youtu.be/tpqzSW0uRww

 

También podría gustarte

Los comentarios están cerrados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More