Publicado en: 23 marzo, 2019

Brasil. “Bolsonaro é quem tem que construir maioria”

Por 247

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que a responsabilidade por conquistar votos para a reforma da Previdência, a partir de agora, será do presidente Jair Bolsonaro e não mais do parlamentar.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ, afirmou na quinta (21) em um telefonema ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que a responsabilidade por conquistar votos para a reforma da Previdência, a partir de agora, será do presidente Jair Bolsonaro e não mais do parlamentar.

“Eu continuo ajudando. Sei que a reforma da Previdência é fundamental e não abro mão dela”, afirmou o congressista. “E concordo com o presidente [Bolsonaro]: é preciso construir uma maioria de uma nova forma. Essa responsabilidade é dele”, continuou. Os relatos foram publicados na coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo.

Parlamentares se queixam de falta de diálogo com o Planalto. “Quando ele [Bolsonaro] tiver a maioria e achar que é a hora de votar a reforma, ele me avisa e eu pauto para votação. E digo com quantos votos posso colaborar”, acrescentou Maia.

Declaração ocorre após o presidente da Câmara ter protagonizado desentendimento com o ministro Sérgio Moro, que cobrou-o pela tramitação do seu pacote anti-crime. Irritado, Maia disse que Moro era “funcionário de Jair Bolsonaro” e que seu projeto era um “copia e cola” da proposta apresentada pelo ex-ministro da Justiça e atual ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes..

 

https://www.brasil247.com/pt/247/brasilia/387768/Maia-lava-as-mãos-Bolsonaro-é-quem-tem-que-construir-maioria.htm

 

 


Moro é ‘funcionário de Bolsonaro’

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), demonstra irritação com o governo de Jair Bolsonaro. Em entrevista à Folha, o principal articular da reforma da Previdência disse que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, é “funcionário do presidente Jair Bolsonaro” e que o projeto Anticrime encaminhado ao Congresso é um “copia e cola” de proposta sobre o mesmo tema que foi apresentada no passado pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF.

“Eu acho que ele conhece pouco política. Eu sou presidente da Câmara, ele é ministro funcionário do presidente [Jair] Bolsonaro. Então o presidente Bolsonaro tem que dialogar comigo”, afirmou Maia. “Ele [Moro] não é presidente da República, não foi eleito para isso”, completou.

O motivo da irritação de Maia foram as críticas feitas por Moro ao congelamento da tramitação do projeto. Maia decidiu suspender a tramitação de parte do projeto que é considerado inconstitucional por diversos especialistas. Um dos pontos de maior crítica é o que considera como legítima defesa a ação policial de matar alguém para prevenir agressão contra si ou para evitar o risco de agressão a reféns, chamado de “licença para matar” por alguns juristas.

Maia não gostou das críticas de Moro e afirmou que o ministro “está confundindo as bolas”. “Ele [Moro] nunca me convidou para perguntar se eu achava que a estrutura do ministério estava correta, se os nomes que ele estava indicando estavam corretos”, cutucou Maia.

.

https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/387528/Moro-‘conhece-pouco-de-política’-e-é-‘funcionário-de-Bolsonaro’-diz-Maia.htm

 


Lava Jato ameaça Rodrigo Maia

Operação Lava Jato ameaça o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que teve o sogro preso, o ex-ministro Moreira Franco.

Membro da rede Jornalistas pela Democracia, o chargista Aroeira sinaliza que a Operação Lava Jato ameaça o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que teve o sogro preso nesta quinta-feira (21), o ex-ministro Moreira Franco.

De acordo com as investigações, há indícios de favorecimento do emedebista a para contratação de empresas ligadas a um esquema criminoso. O Ministério Público Federal afirmou que ele teve atuação destacada na solicitação e recebimento de propina paga pela empresa Engevix. Também pediu propina de R$ 4 milhões para favorecer a Odebrecht no contrato de concessão do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.

.

https://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/387723/Aroeira-Lava-Jato-ameaça-Rodrigo-Maia.htm

 

PS do colaborador:

Fotoarte: “Que tal?”

 

 

COLABORA CON KAOS