Brasil-Argentina. O «adeus» do Quino e a tristeza da Mafalda

 Os cartunistas Miguel Paiva, Renato Aroeira e Carlos Latuff, que publicam seus trabalhos no Brasil 247, prestaram sua homenagem a Joaquín Salvador Lavado, o Quino, que morreu na manhã desta quarta-feira (30).

Um dos maiores desenhistas do mundo, o argentino foi o criador de Mafalda, uma personagem icônica, com consciência social, e uma das figuras mais populares do mundo. Suas histórias em quadrinhos foram as mais traduzidas da língua espanhola.

“Sempre achei que Quino foi o maior cartunista de todos os tempos. Além de seus desenhos poéticos e brilhantes ainda fazia a tira da Mafalda, um fenômeno em todo o mundo. Convivemos alguns anos em Milão e depois em Buenos Aires agenciados pela Quipos que nasceu justamente de Quino Posters, seu primeiro sucesso na Europa. Era um querido”, disse Miguel Paiva.

“Quino tem um desenho que resume tudo. Um velho entra numa sala com um enorme espelho. Ele já colocou seu chapéu no cabide mas na imagem do espelho o chapéu ainda está na sua cabeça. Diante do espanto o mordomo diz. Ele é lento mesmo. É um espelho muito antigo”, acrescentou o cartunista carioca.

Carlos Latuff também fez sua homenagem: “A morte leva o artista mas sua obra continua respirando. Mafalda é o grande legado que Quino deixou. Ela continuará a cobrar as nossas consciências”.

“O Quino é um dos responsáveis por eu ser o que sou. Objetivamente falando”, resumiu Aroeira.

Homenagens

Homenagem de @AroeiraCartum ao cartunista Quino pic.twitter.com/zkp83A3qTs

— Brasil 247 (@brasil247) September 30, 2020

 Cartunista @miguelpaivareal sobre Quino: “maior cartunista de todos os tempos”

Cartunista @LatuffCartoons – Homenagem a Quino e Mafalda

 PS do colaborador:

 Fotoarte: “ Tristeza da Mafalda”

.

https://www.brasil247.com/cultura/cartunistas-do-247-homenageiam-quino-criador-de-mafalda

 

NOTICIAS ANTICAPITALISTAS