17 de Maio, manifestaçom polo galego e contra a imposiçom do castelhano

Publicidad

O dia 17 de maio é um dia para denunciar nas ruas a única imposiçom lingüística verificável que este país sofre diariamente. E este ano estamos a viver um contexto novo, um contexto cheio de dúvidas e de poucas esperanças para a sobrevivência da língua na Galiza, daí que todos o colectivos que assinamos este manifesto queiramos expressar conjuntamente o nosso ponto de vista e contribuir para o avanço da normalidade lingüística no nosso País.&nbsp

Convocam:

Associaçom Galega da Língua, Movimento Defesa da Língua, Mocidade pola Língua, Fundaçom Artábria, C.S. Baiuca Vermelha, C.S. Esmorga, C.S. Faísca, C.S. Fouce de Ouro, C.S. Gentalha do Pichel, C.S. Gomes Gaioso, C.S. Henriqueta Outeiro, C.S. Mádia Leva!, C.S. Revira, C.S. Roi Soga de Lobeira, C.S. Sem Um Cam, S.C.D. Condado.

Apoiam:

AGIR, Agrupaçom de Montanha Augas Limpas, A.C. Almuinha, L’ambaixada de Països Cataláns na Galiza, Assembleia da Mocidade Independentista, Assembleia de Filologia, Assembleia de Mulheres do Condado, Briga, Colectivo Cultural Buril, DdoOLeR’09, Edições da Galiza, Espai Gallec dels Països Catalans, Fala Ceive, GalizaLivre.org, Gráficas XERGA, S.C., Maribolheras Precárias, NÓS-Unidade Popular, Sei O Que Nos Figestes… Nos Últimos 525 Anos, Siareir@s Galeg@s, Sociedade Cultural "Conto da Feira", STEG, Treme a Terra, Verdegaia, VOGAL, Assoc. Cultural Pró-AGLP.

También podría gustarte

Los comentarios están cerrados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More