10 de Março, o estudantado galego com a classe obreira

Desde 1972, e ainda que UGT nom o entenda ou prefira nom entendê-lo (aduziu que a classe obreira nom tem naçom, de jeito oportunista,&nbsp como escusa para nom continuar a mobilizar-se nesta data), a classe obreira galega celebra a sua consciência nacional como sujeito oprimido polo capitalismo espanhol. Nem precisamos nem queremos sindicatos amarelos e espanholistas aderindo a esta convocatória de&nbsp forma testemunhal.

Estamos numha jornada para pensar como classe obreira que se expressa num idioma nacional negado e atacado; como classe obreira herdeira dum legado de luitas que deixárom Daniel e Amador, entre outros, polo caminho; como classe obreira responsável do mantenimento dos sectores produtivos que o nosso país trabalha e que permitem o desenvolvimento da Galiza; como classe que traslada à Galiza as luitas internacionais do Trabalho de acordo aos ritmos da nossa Pátria… etcétera.
&nbsp
Por isso a juventude patriótica e de esquerdas, incluida AGIR como estudantado, apoiamos sem matizes e com orgulho as marchas sindicais de carácter nacional e de classe. Fazemo-lo em 2009 por noveno ano consecutivo.
&nbsp
Como vém sendo habitual, a CIG centrará em Ferrol e Vigo os seus actos. Neles participaremos, formando parte dos cortejos independentistas, com as bandeiras vermelhas e da Pátria, berrando polos nossos direitos como mais um/ha trabalhador/a que somos e seremos.

O ESTUDANTADO GALEGO COM A CLASSE OBREIRA!

NOTICIAS ANTICAPITALISTAS